Home
 
Sumário
Home
Perfil
Consultório
Dra. Derize Fernandes
 
Atividades
Clínica
Cirurgia
Cosmética
 
Dicas de Saúde
A Pele
Acne
Alergias
Calvície
Câncer de Pele
Eczema
Micose
Proteção Solar
Psoríase
Unhas
Verrugas
Vitiligo
 
Informações
Sobre o site
Glossário
Notícias
Links
 
Contato
 
 
Micose

O que é micose?
As micoses são infecções provocadas por fungos. Assim, nada têm a ver com outras infecções que são provocadas por bactérias ou vírus. Podem se manifestar na pele, couro cabeludo e unhas. Isso porque essas regiões são ricas em queratina, o alimento desses fungos.

Nas micoses superficiais, os fungos ficam na camada externa da pele, ao redor de pêlos ou nas unhas.

Nas micoses profundas, os fungos disseminam-se através da circulação sangüínea e linfática. podem infectar a pele e órgãos internos, como pulmões, intestinos, ossos ou sistema nervoso.

Como se pega?
Os fungos estão em todos os lugares, inclusive em várias partes do corpo humano. Mas isso não é o suficiente para que uma micose se desenvolva. Alguns fatores são necessários:

  • A pele deve estar, de preferência, úmida. Dessa forma o fungo encontrará queratina macia e água suficiente para se desenvolver rapidamente.
  • Existem indivíduos cuja pele propicia uma maior adesão dos fungos.
  • Períodos de baixa imunidade, estresse, depressão, AIDS ou ainda tratamentos com imunossupressores ou antibióticos sistêmicos favorecem o desenvolvimento das micoses.

Tipos de micoses e cuidados

Micose dos pés  
Interdigital, pé-de-atleta ou frieira: atinge a pele entre os dedos, provocando coceira, descamação, fissuras e placas esbranquiçadas. Pode vir acompanhada por uma infecção bacteriana.
Escamosa: atinge a região da planta e da lateral do pé. Causa descamação, coceira e mau cheiro.
Vesiculosa ou disidrosiforme: começa com bolhas que provocam coceira e vermelhidão, resultando em ressecamento e descamação da pele.
Placa margarida: tipo mais raro de micose. Provoca lesôes avermelhadas e elevadas com bordas acentuadas.
Pé-de-atleta ou frieira
Escamosa
Cuidados
Seque bem os pés após o banho; prefira meias de algodão, trocando-as diariamente; evite sapatos fechados e andar descalço em pisos úmidos.
 
 
Micose do corpo  
Causada em geral pelo contato íntimo com portadores ou animais. Atinge o tronco e os membros. As lesões são avermelhadas e arredondadas, coçam, descamam, liberam líquidos e podem até inflamar.
Cuidados
Seque bem os pés após o banho; prefira meias de algodão, trocandoas diariamente; evite sapatos fechados e andar descalço em pisos úmidos.
 
 
Micose crural  
Se proliferam normalmente nas pessoas que ficam durante períodos prolongados com roupas úmidas (roupas de banho e ginástica). Se manifesta na virilha, ao redor dos órgão genitais e do ânus, com lesões escamosas, bordas centuadas e coceira. É mais comum nos homens.
Cuidados
Evite roupas íntimas apertadas e de material sintético e banho demorado; não use toalha e roupas íntimas de outras pessoas; mantenha a pele seca e limpa.
 
 
Micose das mãos  
As palmas descamam e ficam grossas. Atinge com mais freqüência pessoas cuja atividade expõe mãos a lugares úmidos,
de higiene duvidosa.
Cuidados
Use luvas; se for lidar com água, seque bem as mãos; evite detergente e sabonete perfumados; não use toalhas de outras pessoas.
 
 
Micose do couro cabeludo  
É mais comum em crianças. Atinge basicamente o couro cabeludo, mas pode se alestrar para as sobracelhas, cílios e pálpebras.
Cuidados
Lave a cabeça dia sim, dia não, em água morna, com um bom xampu; não use toalha e pente de outras pessoas.
 
 
Micose de unha ou onicomicose  
Os sintomas são a deformação e o esfarelamento da unha, que se descola do dedo. Atinge a unha de três maneiras: sob a borda, que fica espessa e partida; na base, iniciando-se na cutícula e deteriorando a sua superfície; forma placas brancas sobre a unha, atingindo toda a área.
Cuidados
Ao fazer as unhas use instrumentos esterilizados; tenha material próprio de manicure; seque bem os dedos após o banho; evite calçados apertados; não use toalhas e calçados de outras pessoas.
 
 
Pitiríase versicolor  
Apresenta-se sobre a forma de manchas, normalmente brancas, mas que podem também ser de coloração variável. Essas manchas geralmente localizam-se no pescoço, tórax, costas e braços, e apresentam uma descamação fina.
Cuidados
Seque bem o corpo após o banho; evite sol, água de mar e piscina; não use toalhas e roupas de outras pessoas.
 

Dicas de prevenção
Estas são apenas recomendações rápidas. Havendo dúvidas, consulte seu médico.

  • Após o banho, seque cuidadosamente todo o corpo, principalmente entre os dedos dos pés;
  • Use sempre chinelos de borracha ao freqüentar banheiros e chuveiros públicos;
  • Prefira roupas íntimas de algodão ou de tecido que facilite a transpiração;
  • Evite usar toalhas e roupas de banho emprestados;
  • Evite usar sapatos fechados por tempo prolongado.

Tratamento
O tratamento das micoses é simples, mas exige persistência, porque às vezes parece que o fungo está eliminado e na verdade não está. Lembre-se que a infecção por fungos é profunda e que eles continuam ativos nas camadas inferiores da pele, mesmo depois das lesões superficiais desaparecerem.

Portanto, você não deve descontinuar o tratamento quando se sentir melhor. Siga as orientações do seu médico, pois disso depende o sucesso permanente do tratamento, com a total erradicação dos fungos.

Fonte:
Sociedade Brasileira de Dermatologia